Baixas doses de THC podem aliviar os sintomas de pacientes com TEPT, revela estudo

Fotografia mostra dedos segurando uma pinça próximo a quatro pequenos buds de cannabis, em uma superfície cinza. Imagem: Kindel Media | Pexels.

Os resultados de uma pesquisa publicada recentemente na Neuropharmacology mostram evidências de que o tetraidrocanabinol proporciona uma redução das emoções negativas em portadores de transtorno do estresse pós-traumático

Um novo estudo conduzido por pesquisadores da Universidade Estadual de Wayne, nos EUA, mostra que o tetraidrocanabinol (THC) tem efeito positivo em pessoas com transtorno do estresse pós-traumático (TEPT).

Os pesquisadores realizaram um estudo duplo-cego com 51 participantes que receberam uma cápsula de 7,5 mg de THC ou um placebo.

Depois de ingerir o comprimido, sem saber se era THC ou placebo, os participantes foram instruídos a realizar tarefas de regulação emocional, para que utilizassem sua reavaliação cognitiva ou alterassem padrões de pensamento negativo.

Leia também: Maconha pode ajudar a aliviar depressão e evitar suicídio entre pessoas com TEPT

“A reavaliação cognitiva é uma estratégia terapêutica de regulação emocional que tem sido amplamente estudada entre indivíduos com transtornos de humor e ansiedade, e inúmeras diferenças nos padrões de ativação cerebral foram mostradas entre indivíduos com e sem TEPT durante tarefas de reavaliação cognitiva”, escreveram os pesquisadores em um resumo do estudo publicado na Neuropharmacology.

 

 

 

Uma máquina de ressonância magnética funcional (RFM) foi utilizada para medir as mudanças no fluxo sanguíneo que ocorriam com a atividade cerebral dos participantes, enquanto os pesquisadores faziam perguntas sobre suas emoções.

Os resultados mostraram que os participantes que consumiram THC foram capazes de reduzir e gerenciar suas emoções negativas.

Leia mais: Canadá a caminho de gastar CA$ 200 milhões por ano em cannabis para veteranos

Além disso, o canabinoide também ativou áreas do cérebro dos participantes normalmente atrofiadas em pessoas com TEPT.

Os participantes que receberam THC apresentaram uma maior ativação do giro angular (região do cérebro relacionada a funções como atenção ou cognição espacial), que geralmente é menor em indivíduos com TEPT.

“Juntos, esses achados sugerem que o THC pode ser um adjuvante farmacológico benéfico à terapia de reavaliação cognitiva no tratamento do TEPT”, concluíram os autores.

Um estudo separado, publicado em fevereiro na Frontiers in Medicine, também observou resultados positivos do uso de maconha por pacientes com TEPT.

O estudo israelense viu mais de dois terços dos pacientes (67,9%) que fizeram uso de cannabis relatando melhora pelo menos moderada nos sintomas, sem efeitos colaterais graves, com 90,8% dos pacientes com TEPT sendo classificados como sucesso terapêutico após seis meses.

Leia também:

Uso de maconha está associado a menor gravidade de Covid-19, diz estudo

#PraTodosVerem: fotografia mostra dedos segurando uma pinça próximo a quatro pequenos buds de cannabis, em uma superfície cinza. Imagem: Kindel Media | Pexels.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!