Whindersson Nunes posta foto com baseado e contribui para normalizar a maconha

Whindersson Nunes

Influenciador assumiu ser consumidor da planta ao rebater crítica de pastor

O comediante e youtuber Whindersson Nunes, um dos brasileiros mais influentes da internet, chamou a atenção da mídia nos últimos dias após publicar fotos com um cigarro de maconha no Instagram. Ele foi um dos homenageados no Troféu Influência Digital 2023, premiação que ocorreu no Rio de Janeiro na quinta-feira (30).

Nunes estava comemorando o prêmio e publicou uma série de fotos no Instagram. Em três fotos o influenciador aparece com um cigarro, mas nada indicava que seria um baseado. Contudo, um pastor indignado com a comemoração do influencer teceu críticas alegando que a postagem influenciaria negativamente os jovens.

“Não sei o que pode se ensinar postando fotos fumando! Ensina no trabalho incrível que faz nas redes sociais e desensina o dobro ao postar essas fotos fumando, sendo que muitos jovens te acompanham e te seguem e isso influencia claramente na vida de muitos!”, escreveu o pastor Guilherme Batista.

Isso foi a deixa para Whindersson Nunes normalizar a cannabis, rebatendo o comentário e assumindo que é usuário da planta.

“É por que mentir é pecado pastor, e eu não sou mentiroso, eu sou maconheiro mesmo”, respondeu Nunes, que tem quase 60 milhões de seguidores no Instagram.

Leia também: Tico Santa Cruz revela uso de óleo de cannabis para tratar insônia e ansiedade

A declaração de Whindersson Nunes tem muita importância para o movimento de legalização da cannabis, pois mostra para o grande público que a maconha não é o “diabo” que muitos líderes religiosos e políticos reacionários dizem, mas sim o que realmente é: uma substância natural como qualquer outra.

Embora alguns internautas infelizes como o pastor tenham reparado somente no cigarro, o post de Whindersson Nunes também divulga a TRON Robótica Educativa, startup que ele desenvolveu no Piauí com o intuito de levar a tecnologia para as escolas. A empresa leva para dentro do contexto escolar um método de ensino que correlaciona a inserção tecnológica com outras áreas do conhecimento.

A TRON Robótica Educativa está presente em 11 estados e no Distrito Federal, onde as escolas parceiras recebem materiais de auxílio para ensino em forma de roteiros, infraestrutura com laboratório completo para atividades práticas, insumos com materiais tecnológicos aplicados e ferramentas, além de assessoria pedagógica para treinamento e elaboração de aulas, para o ensino da robótica.

Whindersson também apoiou o desenvolvimento de um aparelho que proporciona às pessoas com deficiência auditiva a experiência de “sentir” as músicas. O dispositivo é uma espécie de caixa de som que emite vibrações.

Leia também:

ExpoCannabis 10ª Edição: principal evento de cannabis do Uruguai completa uma década

Imagem de capa: reprodução | Instagram.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!