Weedcraft: jogo simula cultivo e comércio de maconha nos EUA

Frame do vídeo de divulgação do jogo Weedcraft que reúne vários personagens e elementos, entre eles, o dono do negócio de maconha, um policial com um donut na mão, um homem carregando um pacote e um grupo de ativistas segurando placas abaixo da bandiera dos EUA.

Na onda da legalização, a Devolver Digital, principal expoente do mercado de jogos independentes, anunciou o lançamento de um simulador de cultivo e venda de maconha que terá polícia e políticos como antagonistas. As informações do Voxel.

Existe simulador de tudo nessa vida de jogos eletrônicos: caminhão, cidade, família, fazenda e até de pão. Para mudar os ares, a Devolver Digital, sempre “atípica” em suas propostas, anunciou Weedcraft Inc, um simulador sobre plantar e vender maconha.

A ideia é colocar o jogador no controle das etapas de produção da marijuana, desde a confecção da planta até o fornecimento, a plantação e a comercialização do produto – ou, em resumo, o gerenciamento dos negócios. “Weedcraft Inc explora os negócios da produção, cultivo e comercialização da maconha na América, indo a fundo nos aspectos financeiros, políticos e culturais do complexo relacionamento do país com essa planta controversa e promissora”, descreve a publisher, que, no vídeo de anúncio, misturou rápidos relances de gameplay com políticos e celebridades da vida real falando sobre o assunto (incluindo o sempre popular Elon Musk). Confira:

O game permitirá que o jogador “decida quando assumir um risco extra para maximizar os lucros” e reforça que polícia e políticos estarão sempre trabalhando “em seus ângulos” como forma de antagonistas ao gerenciamento dos seus negócios. E sim: esteja preparado para enfrentar a “concorrência” da verdinha.

Weedcraft Inc promete diversidade de cenários e “personagens únicos”, que vão trabalhar ao lado do jogador para que seu império cresça de maneira sólida – e isso inclui ativistas que batalham pela legalidade da maconha dentro do sistema, especialmente para uso medicinal.

fasf

Curioso notar que, pelo vídeo acima, há uma cidade que serve como possível sandbox à experiência, mas também convém observar que há um forte apelo na narrativa. Ao que parece, o foco será “multifacetado” em cima dos elementos de um simulador, mas com atenção a esses outros detalhes.

#PraCegoVer: ilustração (de capa) é um frame do vídeo de divulgação do jogo que reúne vários personagens e elementos, entre eles, o dono do negócio de maconha, um policial com um donut na mão, um homem carregando um pacote e um grupo de ativistas segurando placas abaixo da bandeira dos EUA.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!