Vendas de maconha em Connecticut (EUA) ultrapassam US$ 13 milhões em janeiro

Fotografia, em plano fechado, mostra uma pequena folha de maconha sobre uma nota de cem dólares, tapando a boca de Benjamin Franklin com um dos folíolos. Crédito: Kindel Media | Pexels.

Considerando dados registrados a partir do dia 10 de janeiro, quando o estado passou a rastrear as vendas

As vendas combinadas de maconha para uso adulto e medicinal em Connecticut (EUA) totalizaram mais de US$ 13,3 milhões no período de 10 de janeiro de 2023 a 31 de janeiro de 2023, segundo novos dados preliminares divulgados pelo Departamento de Proteção ao Consumidor do estado.

O mercado de uso adulto registrou US$ 5,1 milhões em vendas durante o mês de janeiro, enquanto o mercado de cannabis para uso medicinal registrou US$ 8,2 milhões em vendas no mesmo período.

As vendas para uso adulto começaram em 10 de janeiro de 2023, quando sete dispensários de maconha medicinal que tiveram suas licenças convertidas abriram as portas para o público em geral.

Leia também: Vendas de maconha para uso adulto em Massachusetts ultrapassam US$ 4 bilhões

O relatório não considera impostos cobrados no ponto de venda em transações de uso adulto — a lei estabelece uma estrutura de alíquota sobre a venda de cannabis no varejo que inclui um imposto estadual sobre vendas de 6,35%, um imposto municipal sobre vendas de 3% e um imposto baseado no teor de THC (2,75 centavos de dólar por miligrama de THC para comestíveis, 0,625 centavo para flor e 0,9 centavo para todos os outros produtos).

Pacientes de maconha medicinal não pagam impostos na compra de seus remédios.

Os dados de vendas para o mercado de maconha medicinal não estão disponíveis antes de 10 de janeiro de 2023, pois o rastreamento da semente à venda não era necessário anteriormente. Agora as vendas de cannabis para uso adulto e medicinal são registradas em um sistema de rastreamento de inventário usado para monitorar o movimento de produtos em ambos os mercados.

Leia mais: Vendas de maconha para uso adulto no Maine (EUA) quase dobraram em 2022

Para garantir que as empresas possam manter o fornecimento adequado tanto para pacientes quanto para consumidores de uso adulto, as vendas são limitadas a 7 gramas de flor de maconha, ou equivalente (3,75 g de concentrado, por exemplo), para todas as compras de uso adulto.

Os pacientes de cannabis medicinal podem comprar até 140 gramas por mês e não estão sujeitos a limites individuais de transação.

A legalização do uso adulto da maconha foi sancionada em junho de 2021. A lei busca proteger a saúde e segurança pública e reparar os danos causados por décadas de políticas de criminalização.

Uma das medidas de reparação histórica consiste em reservar pelo menos metade de todas as licenças iniciais para requerentes de equidade social, visando as comunidades que foram mais impactadas negativamente pela guerra às drogas.

A legislação também permite que condenações por crimes de cannabis de baixo nível sejam expurgadas. Quase 43.000 desses registros foram apagados.

Veja também:

Canopy Growth fecha instalações e demite centenas de funcionários

Imagem de capa: Kindel Media | Pexels.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!