Vendas de maconha chegam a quase US$ 1 bilhão em Nevada (EUA)

Fotografia que mostra uma porção de buds de cannabis, na parte direita do quadro, sobre notas de cem dólares. Foto: Gina Coleman / Weedmaps.

Receita tributária de mais de 150 milhões de dólares é destinada ao financiamento de escolas

Em Nevada (EUA), as lojas de maconha para uso adulto e dispensários médicos venderam quase US$ 1 bilhão em cannabis no ano fiscal de 2022.

O Conselho de Conformidade da Cannabis (CCB) de Nevada divulgou dados na sexta-feira (30) informando que as vendas combinadas de maconha para uso adulto e medicinal totalizaram US$ 965.091.123 (R$ 4,98 bilhões) no período de 1º de julho de 2021 a 30 de junho de 2022.

Leia também: Vendas de maconha para uso medicinal caem acentuadamente no Colorado (EUA)

Isso representa mais de US$ 152 milhões em receita tributária de cannabis para o financiamento da educação pública.

O CCB destina toda a receita do imposto de consumo de 10% sobre as vendas adultas de maconha no varejo e a receita do imposto de consumo no atacado de 15% do mercado médico e de uso adulto, juntamente com penalidades civis, licenciamento e outras taxas cobradas por meio da regulamentação da indústria da cannabis, ao fundo estadual de educação.

Em comparação com o ano fiscal de 2021, as vendas de maconha tiveram uma queda de 3,8% (US$ 38,4 milhões) em Nevada. No ano fiscal de 2020, as vendas totais de cannabis chegaram a US$ 685 milhões.

Leia mais: Varejistas de maconha do Novo México (EUA) batem novo recorde de vendas

Os dados informados pelo CCB mostram que a maior parte das vendas de maconha em Nevada foram feitas no condado de Clark, onde os consumidores gastaram mais de 750 mil dólares em cannabis.

As vendas de maconha devem crescer ainda mais em Clark, pois sua sede, a cidade de Las Vegas, em breve contará com espaços para o consumo legal de cannabis.

Isso por que os legisladores da Sin City aprovaram recentemente a adesão da cidade ao programa estadual de lounges, dando aos seus 40 milhões de turistas anuais um local para consumir maconha legalmente — a lei estadual não permite o consumo de cannabis em público.

No mês passado, um juiz ordenou que o Conselho de Farmácia de Nevada remova a maconha de sua lista de drogas do Anexo 1.

Em uma ação movida pela União Americana pelas Liberdades Civis, o juiz distrital Joe Hardy decidiu que a classificação da cannabis como substância do Anexo 1 está em desacordo com a Constituição do estado, que afirma explicitamente que a cannabis tem usos médicos.

Antes da decisão, o status de classe 1 colocava a maconha em linha com drogas como heroína, metanfetamina e cocaína, apesar de os eleitores de Nevada a terem legalizado para uso adulto em 2016.

Veja também:

Vendas de cannabis para uso adulto começam em Vermont (EUA)

#PraTodosVerem: fotografia mostra uma porção de buds de maconha, na parte direita da imagem, sobre notas de cem dólares. Foto: Gina Coleman / Weedmaps.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!