smokebuddies.com.br

Todo uso da maconha pode ser medicinal

Todo uso da maconha pode ser medicinal

Muito se fala sobre os usos adulto e medicinal da maconha. Afinal de contas, existe mesmo uma diferença? Entenda esse rolê com a Papelito!

Desde que a maconha medicinal foi permitida no Brasil, a discussão sobre o que é uso adulto ou medicinal tem dado o que falar! A galera mais conservadora costuma enaltecer o uso medicinal e descriminar o uso adulto, o que deixa muitos maconheiros frustrados. 

Quem curte queimar um verdinho defende que o uso adulto é sim terapêutico e traz inúmeros benefícios! E aí, bora entender direito esse rolê? Se liga: 

Uso adulto x medicinal

Quando falamos de uso adulto, geralmente estamos nos referindo àquele momento de relaxamento pós-trampo, ou de boa com os amigos, né? Aquela vibe de curtir o momento e dar uma quebrada na rotina.

Agora, quando o papo é medicinal, o foco é mais sério. É como se a maconha fosse a heroína das plantas, ajudando no tratamento de vários problemas, como a ansiedade, dores crônicas e até náuseas. 

Se você curte dar uns tragos por que curte a brisa, é do time “fumo por que gosto”. Agora, quando a maconha entra na história por recomendação médica, a coisa muda de figura. É literalmente o seu médico dizendo: “Olha, o melhor remédio para o seu problema é um baseado antes de dormir, ou umas gotinhas de óleo de maconha”. A partir daí, você ganha uma receita médica e vira um paciente medicinal. Nesse caso, normalmente o produto mais indicado é o óleo, que evita os efeitos colaterais do ato de fumar. 

É preciso seguir todo um processo: além da consulta com médico com CRM ativo, caso você precise solicitar a autorização pra importação pela ANVISA, alguns documentos serão necessários. Você pode escolher entre 4 vias: adquirir em farmácias, importar por conta própria — o que pode ser caro e trabalhoso, devido ao valor do dólar + frete e necessidade de autorização —, virar membro de alguma associação canábica e consumir o medicamento da organização, ou contratar um advogado e conseguir um habeas corpus para cultivo — um processo mais lento e caro, porém você consome a sua própria plantinha.

No final das contas, o que nós acreditamos é que todo uso pode ser terapêutico, mesmo que não tenha um papel pra atestar isso. 

A medicina entrando em cena

O uso medicinal da maconha é estudado e regulamentado para garantir que você esteja usando um produto de qualidade. Não é só sair fumando qualquer coisa por aí, viu? Já no uso adulto, cada um escolhe o seu caminho, mas é bom lembrar que a qualidade também importa e a cannabis oferecida no mercado ilícito nem sempre tem uma procedência segura.

De qualquer forma, quem pode afirmar que o seu baseadinho pós-trampo não é medicinal também? Afinal, ele também ajuda a relaxar a mente e o corpo para uma boa noite de descanso!

Independente de qual seja o seu motivo, é importante entender que a maconha é uma planta poderosa, com propriedades que podem ser utilizadas de diversas formas diferentes. O mais importante é conhecer o seu corpo, sua saúde e seus limites!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buddies News

Mais recentes