Suíça: teste de maconha para uso adulto recebe nova aprovação

Fotografia mostra dois antebraços que, vindos das laterais do quadro, se encontram ao centro enquanto uma das mãos segura um baseado entre os dedos indicador e médio, e um fundo de natureza com árvores e pedras. Foto: Louis Hansel | Unsplash.

O projeto-piloto de venda de cannabis para uso não médico deve começar no final de janeiro de 2023, informaram as autoridades de saúde da cidade de Basileia

Após um atraso inicial devido à detecção de vestígios de pesticidas em algumas das plantas de maconha, que devem ser cultivadas organicamente para atender aos requisitos do estudo e à lei de drogas, o experimento recebeu uma nova aprovação do governo suíço.

Inicialmente programado para ser lançado em 15 de setembro, o estudo agora deve ter início no próximo dia 30 de janeiro.

Segundo um comunicado do departamento de saúde da Basileia, seis produtos de cannabis produzidos localmente e de forma orgânica pela Pure Production foram aprovados para o teste “Weed Care”.

Leia mais: Empresas de cannabis fazem parceria para aumentar a disponibilidade de maconha na Polônia

Conforme planejado originalmente, dois produtos tipo haxixe e quatro tipo flores secas, cada um com um teor diferente de THC/CBD, serão vendidos em nove farmácias espalhadas pela cidade da Basileia, durante dois anos e meio.

Os preços serão baseados no mercado ilícito e no teor de THC, sendo fixados entre FS$ 8 e FS$ 12 (R$ 45 e R$ 68) por grama.

Apesar da interrupção, as entrevistas entre os médicos do estudo e os candidatos inscritos ocorreram conforme planejado. Segundo o comunicado, cerca de 340 do total de 370 participantes atenderam aos critérios do projeto e foram incluídos no experimento.

Leia mais: Legisladores dinamarqueses propõem experimento de legalização da maconha de cinco anos

O estudo conjunto do departamento de saúde cantonal, das clínicas psiquiátricas da Universidade da Basileia e dos serviços psiquiátricos de Aargau pretende examinar os efeitos na saúde das vendas regulamentadas de maconha, em comparação com o status quo em que a cannabis está disponível ilegalmente.

“O conhecimento científico obtido com isso fornece uma base para discussão para uma futura política responsável de cannabis”, diz o comunicado do departamento de saúde do semicantão de Basel-Stadt.

O Escritório Federal de Saúde Pública da Suíça estima que existam em torno de  220 mil consumidores regulares de maconha no país.

Enquanto isso, várias outras cidades suíças, incluindo Zurique, Genebra e Berna, também se inscreveram para realizar experimentos semelhantes.

Veja também:

Austrália: legalizar a maconha pode economizar 1,7 bilhão de dólares por ano para os cofres públicos

#PraTodosVerem: foto mostra dois antebraços que, vindos das laterais do quadro, se encontram ao centro, enquanto uma das mãos segura um baseado entre os dedos indicador e médio, e um fundo de natureza com árvores e pedras. Imagem: Louis Hansel | Unsplash.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!