Reino Unido possui 12 mil produtos alimentícios de CBD autorizados

gomas embalagem Reino Unido possui 12 mil produtos alimentícios de CBD autorizados

País está deixando União Europeia e EUA para trás na regulamentação de alimentos feitos com extratos de cannabis

A Agência de Padrões de Alimentos (FSA) do Reino Unido atualizou em 30 de junho sua lista pública de produtos de CBD que podem ser comercializados na Inglaterra e no País de Gales.

Quase 12.000 produtos alimentícios de CBD estão agora na lista, o que é considerado um marco importante pela agência no sentido de levar produtos canabinoides seguros aos consumidores.

“Este tem sido um processo longo e complexo e estamos gratos pela ajuda e cooperação da indústria de CBD à medida que atingimos este importante marco no caminho para trazer os produtos de CBD em conformidade e proteger os consumidores”, disse Rebecca Sudworth, diretora de políticas da FSA.

Leia também: Agricultores lançam campanha de desobediência civil pela legalização do cânhamo no Reino Unido

O Reino Unido se tornou o primeiro país do mundo a regular o mercado de extratos de cannabis não psicotrópicos com a publicação da lista de produtos de CBD autorizados em março deste ano.

“A publicação da lista inicial levou várias empresas a apresentarem novas evidências ligando um grande número de produtos individuais a aplicações existentes, e por isso fizemos um apelo final por evidências para apoiar as empresas na obtenção de conformidade para seus produtos”, explicou Sudworth em um comunicado.

Para Steve Moore, fundador da Associação para a Indústria de Canabinoides, a lista “traz clareza para consumidores e varejistas e confiança de que a indústria está se engajando e investindo em regulamentações de segurança de produtos há muito atrasadas”.

Leia mais: Reino Unido aprova ensaio clínico com cannabis vaporizada para tratamento da dor crônica

“É uma indicação de que o Reino Unido está se movendo mais rápido do que a União Europeia e os EUA no avanço da regulamentação de segurança”, disse Moore à NutritionInsight.

 

 

 

Apenas os produtos de CBD apresentados na lista da FSA receberam luz verde para permanecer no mercado, de acordo com os novos requisitos alimentares do Reino Unido.

“Achamos importante que façamos isso direito, e é encorajador que tantas empresas queiram colocar seus produtos de CBD no caminho da autorização”, destaca Sudworth, a diretora de políticas da FSA.

De acordo com a agência, atualmente não existem produtos de CBD autorizados no mercado. “Os consumidores devem continuar a pensar cuidadosamente antes de consumir produtos de CBD porque não sabemos muito sobre eles”.

Produtos projetados para serem inalados, como vapes, ou aplicados na pele, incluindo cosméticos e óleos de massagem, não se enquadram no escopo da FSA e não aparecerão na lista.

Estima-se que o setor de CBD do Reino Unido tenha um valor superior a US$ 1 bilhão (R$ 5,26 bilhões), valor que deve aumentar após a publicação de produtos de autorizados.

Leia também:

“Bolsa de Valores” de cannabis é lançada na Europa prometendo rótulos mais claros no mercado de CBD

#PraTodosVerem: foto mostra uma embalagem branca com escritas em verde deitada em uma superfície branca e junto a gomas açucaras em formato de ursinho de diversas cores. Imagem: Pharma Hemp / Unsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!