Primeiro ano de vendas de maconha para uso adulto em Montana soma US$ 210 milhões

Fotografia mostra a inflorescência apical de uma planta de maconha com pistilos marrons e toda coberta de tricomas brancos, além de outras que aparecem no segundo plano, e as mãos com luvas pretas de uma pessoa que maneja o cultivo.

Os dispensários do estado venderam um total de US$ 303,5 milhões em cannabis no ano passado, considerando as vendas do mercado de uso medicinal

O estado americano de Montana completou nesta semana um ano de vendas de maconha para uso adulto. O relatório divulgado pelo Departamento de Receita mostra que a legislação aprovada pelos eleitores resultou em uma grande fonte de receita para os cofres públicos.

As vendas de cannabis para uso adulto em Montana totalizaram US$ 209,9 milhões em 2022, gerando US$ 42 milhões em impostos, segundo números estimados levantados pela Divisão de Controle de Cannabis.

Isso se compara com US$ 93,6 milhões em vendas de maconha para uso medicinal, que geraram US$ 3,7 milhões em receita de impostos.

Leia também: Nova Jersey soma mais de US$ 100 milhões em vendas de cannabis no terceiro trimestre

Os dados mostram que as vendas totais se mantiveram estáveis ao longo do ano em uma média mensal de US$ 25,3 milhões, e que os consumidores passaram do mercado médico para o de uso adulto — em janeiro, as vendas para uso adulto totalizaram US$ 14,1 milhões e as médicas US$ 10,1 milhões; já em dezembro, o mercado adulto registrou US$ 19,7 milhões e o médico US$ 5,9 milhões.

Essa mudança das vendas médicas para as de uso adulto significou em mais receita para o “Estado do Tesouro”, uma vez que a lei estabeleceu um imposto de 20% para a cannabis de uso adulto — as vendas para uso medicinal são tributadas em apenas 4%.

Leia mais: Estudo associa vendas de maconha medicinal a redução das vendas de álcool

O valor arrecadado pelo estado poderia ter sido ainda maior se não fosse por uma disposição da legislação que prevê que durante 18 meses apenas os dispensários licenciados antes da iniciativa de legalização em novembro de 2020 podem fazer vendas para uso adulto.

Assim, a partir de julho deste ano, espera-se que mais negócios de maconha passem a operar no mercado de uso adulto do estado.

Veja também:

Vendas de maconha em Washington (EUA) caem pela primeira vez desde a legalização

Imagem de capa: Unsplash | Crystalweed.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!