Presos por posse de maconha em Illinois estão recebendo capacitação para entrar no mercado legal

Fotografia mostra Joseph Hooker, à esquerda, e Kelvin Evans, à frente de uma instalação de cultivo de maconha usada para o programa de estudos de cannabis no Olive-Harvey College. Foto: Pascal Sabino / Block Club Chicago.

Faculdades comunitárias do estado estão sendo licenciadas para oferecer certificações de estudos de cannabis, em programas voltados às comunidades que sofreram com a proibição da cannabis

Pessoas que já foram presas por porte de maconha em Illinois (EUA) agora estão aprendendo a trabalhar na indústria legal de maconha graças a um programa de bolsas de estudos financiado pelas receitas fiscais da cannabis.

Os participantes do programa de bolsas de nove meses, chamado Still I Rise, estão recebendo educação formal e treinamento de carreira em estudos de cannabis no Olive-Harvey College, em Pullman, no sul de Chicago. Os alunos, que têm uma prisão anterior relacionada à maconha, recebem mensalidades gratuitas, uma bolsa mensal de US$ 1.000, apoio acadêmico e ajuda com cuidados infantis, transporte e gerenciamento de casos como parte do programa.

A escola desenvolveu a certificação de estudos de cannabis quando a maconha para uso adulto foi legalizada em todo o estado em 2019. Está a caminho de ter um diploma de associado credenciado em estudos de cannabis até junho de 2023.

Leia também: Venda de maconha vai financiar reparação histórica pela escravidão em Illinois (EUA)

O programa foi disponibilizado por meio de uma doação de US$ 1,6 milhão do Gabinete do Prefeito de Chicago usando receita tributária de cannabis.

“Este programa desempenhará um papel crítico à medida que trabalhamos para fortalecer nossas comunidades e dar aos nossos moradores acesso a empregos sustentáveis e bem remunerados em uma indústria viável e de rápido crescimento”, disse a prefeita de Chicago Lori E. Lightfoot.

 

 

 

A faculdade comunitária fez parceria com duas organizações sem fins lucrativos — Centers for New Horizons e UCAN — para conectar os participantes a serviços como suporte de saúde comportamental e orientação para garantir seu sucesso.

A bolsa destina-se a garantir que as comunidades que sofreram com a Guerra às Drogas tenham uma parte justa das oportunidades econômicas geradas pela legalização. Apesar dos esforços para diversificar a indústria emergente de maconha, poucos empreendedores negros receberam licenças e menos ainda estão abrindo negócios.

Duas turmas com um total de 47 alunos estão no programa de bolsas. O currículo de estudos de cannabis inclui uma experiência de treinamento remunerada baseada em trabalho que oferece caminhos diretos para empregos no mercado de cannabis, inclusive como produtores, técnicos de laboratório, diretores de laboratório e controle de qualidade.

Leia mais: Vendas de maconha para uso adulto em Illinois (EUA) foram de quase US$ 1,4 bi em 2021

A criminalização da maconha criou sérios traumas e “maldições geracionais” em muitas famílias, por isso é essencial que o programa ofereça aos alunos um “ecossistema de apoio” informado sobre traumas, disse a CEO da UCAN, Christa Hamilton, ao Block Club Chicago.

A proibição da planta estava enraizada no racismo antinegros que devastou comunidades inteiras, por isso é essencial que a indústria beneficie primeiro os negros como forma de se reconciliar com esses erros históricos, disse Joseph Hooker, beneficiário da bolsa Still I Rise.

“Muitas pessoas foram presas. Tantas famílias foram destruídas por causa de uma substância que nunca matou ninguém”, disse Hooker. “Eu, sendo um homem negro nos Estados Unidos, estou confuso com tudo isso, porque somos os primeiros a se machucar, mas os últimos a ganhar com isso.”

Hooker pretende estudar o sistema legal e regulatório para que possa se preparar para solicitar uma licença para abrir um serviço de entrega que conectará pacientes de maconha medicinal a dispensários. A entrega ainda não é permitida em Illinois, então ele quer se antecipar para poder ser o primeiro da fila quando esse setor abrir.

Leia também: Illinois (EUA) destina US$ 45 mi de impostos sobre a cannabis para subsídios de desenvolvimento comunitário

O bolsista Kelvin Evans é especialmente atraído pelos componentes de biologia vegetal do programa de estudos de cannabis da Olive-Harvey College. Ele administra uma empresa de bem-estar holístico especializada em produtos de cura naturais e à base de plantas, como óleo de perila, jiaogulan e musgo-irlandês exclusivo.

Evans está estudando maneiras pelas quais produtos naturais podem “criar um sistema de entrega mais eficaz” para as propriedades medicinais de compostos derivados da cannabis, como THC e CBD. Ele pretende desenvolver produtos que possam melhorar a saúde geral, melhorar a função da tireoide e tratar doenças crônicas como a anemia falciforme “para melhorar a saúde dos negros, em particular”.

Iniciativas voltadas para a equidade racial na indústria da cannabis devem ser construídas em torno das necessidades das comunidades que foram devastadas pela proibição da maconha, disse Evans.

Agora que o estigma em torno da maconha está diminuindo, há oportunidades para as pessoas encontrarem emprego ou até mesmo começarem seus próprios negócios, disse Hooker. O programa de estudos de cannabis é um caminho valioso para ajudar as pessoas a entrar na indústria, disse ele.

Olive-Harvey está entre sete faculdades comunitárias em Illinois licenciadas pelo Departamento de Agricultura e Conselho de Faculdades Comunitárias do estado para oferecer certificados em um programa-piloto de cannabis vocacional. Além de Olive-Harvey, as faculdades incluem: Kishwaukee College, Oakton Community College, Shawnee Community College, Southwestern Illinois College, Triton College e Wilbur Wright College.

Leia mais:

Reparação racial como resposta à política de guerra às drogas

#PraTodosVerem: fotografia mostra Joseph Hooker, à esquerda, e Kelvin Evans, à frente de uma instalação de cultivo usada para o programa de estudos de cannabis no Olive-Harvey College. Foto: Pascal Sabino / Block Club Chicago.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!