Preso por maconha, Gustavo Fildzz anuncia volta da banda Aliados aos palcos

Gustavo Fildzz.

Cantor ficou dois meses preso por acusação de tráfico de maconha e foi solto após a Justiça não encontrar provas suficientes para manutenção da prisão

Vocalista da banda Aliados e ex-campeão de ginástica olímpica, Gustavo Tavares da Mata Barreto anunciou em suas redes sociais que voltará aos palcos. Conhecido como Gustavo Fildzz, o músico foi preso no início de agosto sob acusação de tráfico de maconha e solto no dia 3 de outubro, após a Justiça de São Paulo entender que não há provas sobre o suposto crime.

Leia também: TJ-SP solta homem preso apesar de ter salvo-conduto para plantar maconha

Em um vídeo publicado em seu Instagram, Fildzz agradeceu a todas as pessoas que deram força durante esse período e sempre acreditaram no trabalho da banda.

“Tempos de dificuldade trazem a reflexão e certamente nos fortalecem. Obrigado a todos os meus familiares e aliados, vocês são essenciais na minha vida, muito obrigado”, disse o cantor, anunciando na sequência a volta da Aliados em um show a ser realizado no dia 22 de dezembro, no Beco, em Santos (SP).

Fildzz também anunciou a volta do baixista Oliver Kivitz à banda.

Segundo o Metrópoles, a revogação da prisão de Fildzz foi determinada pelo juiz Vinicius de Toledo Piza Peluso, da 1ª Vara Criminal de Praia Grande, que entendeu não haver provas suficientes para manter o artista preso. Também foi expedido alvará de soltura para o caseiro Wagner Rosario Gonçalves, que é réu no mesmo processo.

De acordo com a polícia, em dois imóveis sob responsabilidade de Fildzz foram  encontradas um total de mais de 100 plantas de cannabis. O artista ficou presos durante dois meses no Centro de Detenção Provisória de Praia Grande.

Leia mais: Matuê fala sobre autorização da Anvisa para importar maconha

O cantor foi acusado pelo Ministério Público de vender maconha em seus shows e fornecer a planta a um comerciante de drogas da Baixada Santista.

A defesa de Fildzz, no entanto, afirmou no processo que ele faz “uso terapêutico [de maconha] para aliviar sintomas de ansiedade e insônia, justificando a utilização de diversas doses fracionadas ao longo do dia”.

Fildzz havia sido preso pela polícia civil durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na sua casa, em Santos. Os policiais encontraram pouca quantidade de maconha e óleo extraído da planta, ambos utilizados em seu tratamento médico.

O vocalista da Aliados, que assumiu a posse somente da porção de cannabis encontrada com ele, segue respondendo o processo em liberdade.

Gustavo Fildzz era ginasta e foi campeão infantil em diversos aparelhos, campeão brasileiro adulto em 1998 e campeão sul-americano por aparelho e pan-americano interclubes em 1999, além de ter integrado a seleção brasileira de ginástica por mais de 10 anos. Em meados dos anos 2000, ele passou a compor músicas com o guitarrista Dudu Golzi e formou a banda Aliados.

Leia também:

Apoio à legalização da maconha atinge recorde de 70% nos EUA, revela pesquisa

Imagem de capa: reprodução / Instagram.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!