O uso de cannabis aumenta a “alta do corredor” durante o exercício

Foto mostra os pés e panturrilhas de uma pessoa subindo uma escada, vestindo tênis de corrida. Foto: Bruno Nascimento | Unsplash.

Segundo dados publicados no jornal Cannabis and Cannabinoid Research, o uso de cannabis antes de praticar corrida está associado a uma maior sensação de prazer e tranquilidade

Os participantes do estudo percorreram uma média de 3,88 milhas (aproximadamente 6,24 quilômetros). Eles relataram ter tido “uma experiência de exercício mais positiva” quando correram imediatamente após o uso de cannabis, em comparação com quando não o fizeram.

Os autores do estudo afirmaram que “os participantes relataram sentir afeto positivo, prazer, tranquilidade e sintomas de ‘euforia do corredor’ ao correr após o uso livre de cannabis. Isso está em consonância com pesquisas transversais anteriores que sugerem que o uso de cannabis junto com o exercício pode aumentar o prazer da atividade física”.

Leia mais: Canabinoides vs endorfinas: descobrindo a essência da alta do corredor

“Como os sentimentos de afeto positivo, dissociação e prazer durante o exercício estão positivamente associados à capacidade de um indivíduo iniciar e manter uma rotina de exercícios regular, é possível que o uso de cannabis possa facilitar a motivação e o engajamento no exercício entre alguns usuários de cannabis. Esses resultados podem explicar, em parte, por que usuários de cannabis têm maior probabilidade de cumprir as diretrizes mínimas de atividade física e apresentar índices de massa corporal mais baixos, bem como por que usuários de cannabis que consomem durante o exercício praticam mais exercícios em média em comparação com aqueles que não adotam esse comportamento”, concluíram os autores do estudo.

De acordo com a NORML, dados publicados em 2022 por pesquisadores da Universidade Wayne State sugerem fortemente que os endocanabinoides são responsáveis pela experiência da chamada “euforia do corredor”.

“O exercício aumenta de forma confiável os níveis de endocanabinoides no corpo. Estudos em humanos e em modelos animais apontam para os endocanabinoides — e não as endorfinas — como os principais protagonistas da ‘euforia do corredor'”, escreveu Hilary A. Marusak, professora assistente de psiquiatria e neurociências comportamentais na universidade. “Esse impulso químico natural pode melhor explicar alguns dos efeitos benéficos do exercício no cérebro e no corpo”.

Vários estudos anteriores documentaram a relação entre o uso de cannabis e maior atividade física em populações mais jovens e mais velhas.

Leia mais:

Corredores Chapados: Correr produz o mesmo efeito da maconha

Quatro maneiras incríveis de como a maconha pode ajudar em seus exercícios

Foto de capa: Bruno NascimentoUnsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!