Maior feira agrícola ao ar livre dos EUA recebe plantas de cânhamo pela primeira vez em 70 anos

Fotografia mostra uma plantação de cânhamo a céu aberto e uma colheitadeira de grãos de cor verde, além de várias árvores que aparecem ao fundo na linha do horizonte. Imagem: Ind Hemp / Idaho Capital Sun.

Relatório do Departamento de Agricultura do país revela que 7,5 mil hectares da planta foram colhidos em 2022, rendendo mais de US$ 238 milhões

Iniciando a temporada de exposições agropecuárias de outono nos Estados Unidos, a maior feira agrícola ao ar livre do país foi realizada na cidade de Decatur, em Illinois, no final de agosto. E a novidade deste ano ficou por conta de um canteiro de cânhamo.

Em seus 70 anos de história, essa foi a primeira vez que a Farm Progress Show teve plantas de cannabis plantadas em seu recinto, além de um estande com diversos tipos de produtos à base de cânhamo.

Leia também: Remediação do solo com cânhamo é financiada pelo governo dos EUA

O agricultor Phil Montgomery e sua esposa, Amanda, da AM and PM Hemp Farm ajudaram a projetar e cultivar o terreno de 1.300 metros quadrados, onde os visitantes do evento puderam conhecer variedades de plantas de cânhamo utilizadas para a produção de grãos e fibras.

“O foco está na educação do público e dos agricultores, e também dos legisladores e de qualquer outra pessoa”, disse Montgomery a uma publicação da Farm Progress.

 

 

 

Em 2022, os agricultores estadunidenses plantaram 11,5 mil hectares de cânhamo e colheram quase 7,5 mil hectares da planta, o que rendeu mais de US$ 238 milhões, segundo o relatório anual divulgado pelo Departamento de Agricultura dos EUA.

O cânhamo é produzido em todos os 50 estados dos EUA, sendo que apenas em Rhode Island não houve plantio da cultura em 2022.

Leia mais: US$ 824 milhões em cânhamo foram produzidos nos EUA em 2021

Montgomery decidiu substituir a lavoura de grãos pelo cânhamo há dois anos e alcançou um retorno duas vezes superior com a nova cultura, de acordo com a Globo Rural, que noticiou pela primeira vez a novidade da feira agrícola.

Segundo a revista, além de fibras, óleos, loções e comestíveis (inclusive para pets), o agricultor também estava vendendo cigarros de cannabis por 25 dólares e pacotes de 3,5 gramas por 45 dólares.

De acordo com as diretrizes federais dos EUA, uma planta de cannabis deve ter até 0,3% de THC para ser considerada cânhamo, que é legal sob a lei agrícola do país.

Cannabis para uso adulto

Enquanto a produção de cânhamo americana faturou quase 240 milhões de dólares no ano passado, a maconha para uso adulto atingiu US$ 5 bilhões no mesmo período, segundo um relatório da indústria.

O Relatório de Colheita de Cannabis do Leafly revela que os agricultores americanos cultivaram 2.834 toneladas de cannabis para uso adulto em 2022.

A estimativa levou em conta somente os 15 estados com produção ativa de maconha para uso adulto — se as quase duas dúzias de estados com uso medicinal e plantações cultivadas para abastecer o mercado ilícito fossem levadas em consideração, o número seria cerca de 3 a 5 vezes maior, segundo o relatório.

Leia também:

Cânhamo: o trunfo da agricultura milenar pela sustentabilidade

Imagem de capa é uma fotografia ilustrativa de uma plantação de cânhamo da Ind Hemp. Crédito: divulgação / Idaho Capital Sun.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!