Legalização da maconha não está vinculada a qualquer aumento no uso por jovens, diz mais um estudo

buds add weed Legalização da maconha não está vinculada a qualquer aumento no uso por jovens, diz mais um estudo

Enquanto mais pessoas adultas iniciam o consumo de cannabis após a regulamentação das vendas no varejo, o mesmo não ocorre entre menores de idade, segundo novos dados

A legalização da maconha para uso adulto não faz aumentar o consumo de cannabis entre pessoas com menos de 21 anos, de acordo com um estudo recente que avaliou os efeitos da adoção de leis de regulamentação da planta por estados americanos.

O estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade Estadual de Michigan, analisou as tendências de uso de maconha em uma coorte de mais de 800.000 pessoas para avaliar se a legalização estava associada à ocorrência de novos incidentes de uso de cannabis em relação à idade mínima legal.

Leia também: Consumo de álcool, tabaco e analgésicos por jovens adultos caiu após a legalização da maconha

“As evidências indicam que não há mudanças associadas a políticas na ocorrência de novos incidentes de cannabis em menores de idade, mas um aumento na ocorrência de novos inícios de uso de cannabis entre adultos mais velhos [maiores de 21 anos]”, escreveram os autores do estudo, publicado no mês passado na PLoS One.

No artigo revisado por pares, os pesquisadores afirmam que “as vendas legalizadas de cannabis no varejo podem ser seguidas pelo aumento da ocorrência de início de uso de cannabis por adultos mais velhos, mas não por menores de idade que não podem comprar produtos de cannabis em uma loja de varejo”.

Os pesquisadores afirmam que essa análise é inovadora por examinar a ocorrência de novos incidentes de uso de cannabis como resultado da legalização do uso adulto, enquanto estudos anteriores se concentraram na prevalência.

“A prevalência de uso e síndromes de dependência e frequência de uso são de grande importância para a saúde pública, mas não nos dizem nada sobre se novos usuários estão entrando na população de usuários de cannabis”, destacaram os autores.

 

 

Leia mais: Estudo mostra redução de crimes relacionados à cannabis entre jovens após legalização

Os resultados são condizentes com os de estudos anteriores que demonstram que a legalização do uso adulto de maconha não está associada ao aumento do consumo entre os jovens.

Uma pesquisa do Departamento de Saúde Pública e Meio Ambiente do Colorado revela que em 2021 os adolescentes tinham 35% menos probabilidade de consumir cannabis do que nos anos anteriores — uma tendência que vem se confirmando desde 2013, quando a pesquisa começou.

Além disso, o estudo também revela o declínio do número de adolescentes que disseram que seria fácil obter maconha se quisessem. Em 2021 pouco mais de 40% dos estudantes afirmaram que poderiam acessar facilmente, em contraste com os 55% que disseram isso em 2013 — as vendas legais de cannabis para uso adulto começaram em 2014 no estado.

Um outro estudo, publicado na revista Addiction, analisou os dados de pesquisas transversais repetidas de estudantes do ensino médio no Uruguai e no Chile, de 2007 a 2018, e encontrou uma diminuição no uso de maconha no ano anterior e no último mês após a legalização.

“A legalização da cannabis recreativa no Uruguai não foi associada a aumentos gerais no uso de cannabis no último ano/mês ou a mudanças plurianuais em qualquer uso arriscado e frequente de cannabis entre os jovens”, escreveram os autores.

Enquanto isso, a CPEAR, um grupo de representantes de indústrias regulamentadas, acadêmicos, autoridades de segurança pública, profissionais de saúde e entidades de equidade social, que tem como missão promover uma estrutura regulatória federal abrangente para a cannabis nos EUA, divulgou recentemente uma análise que aponta para estudos que contradizem as alegações de que a regulamentação da maconha levaria a um aumento do uso da planta por adolescentes.

O relatório detalha como os pesquisadores descobriram que o uso de maconha por jovens “diminui ou permanece estável nos mercados regulamentados de cannabis”.

Leia também:

Cannabis de alta potência está ligada a problemas de saúde mental e dependência, diz estudo

#PraTodosVerem: fotografia mostra uma porção de buds de cannabis, em tons de verde e laranja, e parte de um pote transparente contendo mais das inflorescência, sobre uma superfície branca. Imagem: Add Weed | Unsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!