Impacto econômico da indústria de cannabis nos EUA pode atingir US$ 130 bi até 2024

Fotografia em plano fechado de uma inflorescência de maconha, com pistilos em tons de creme e folíolos de coloração arroxeada, próximo ao centro, que variam de cor ao longo do comprimento — os menores, no primeiro plano, têm as pontas amareladas; na parte esquerda da imagem, em desfoque, vê-se um fundo roxo. Foto: THCamera Cannabis Art. mercado março

Estimativas refletem a rápida transição da indústria de cannabis da ilegalidade para um grande mainstream econômico, gerando novos empregos e negócios. As informações foram traduzidas pela Smoke Buddies do MJBizDaily

As empresas americanas de maconha podem injetar até US$ 130 bilhões anualmente na economia dos EUA até 2024, uma figura impressionante que destaca o verdadeiro alcance da indústria de cannabis do país.

As estimativas publicadas no recém-lançado Marijuana Business Factbook mostram o impacto econômico total das vendas legais de cannabis aumentando de US$ 38 bilhões a US$ 46 bilhões em 2019 para US$ 106 bilhões a US$ 130 bilhões até 2024 — um aumento de 181%.

Em comparação, o valor de US$ 130 bilhões é semelhante ao produto interno bruto de Nebraska em 2019, que foi de US$ 129 bilhões, segundo o Bureau of Economic Analysis dos EUA.

As estimativas refletem a rápida transição da indústria da maconha de um mercado ilícito para um grande mainstream econômico, gerando novos empregos, fornecendo novas oportunidades de negócios e criando efeitos significativos em todo o país.

Leia mais: Vendas de maconha medicinal ultrapassam os US$ 100 milhões no Arkansas (EUA)

Embora a pandemia de coronavírus tenha adicionado uma quantidade significativa de incerteza à equação, os fundamentos da indústria da cannabis permanecem fortes — o que significa que qualquer interrupção a curto prazo provavelmente não prejudicará o impacto econômico a longo prazo das vendas de maconha.

O impacto econômico da indústria da maconha não é a mesma medida que a receita total ao longo da cadeia de suprimentos de cannabis, que pode ser usada para estimar o tamanho total de uma indústria.

Em vez disso, o multiplicador econômico mostra uma imagem do impacto que a indústria como um todo tem sobre a economia em geral, mostrando como a receita gerada pelas empresas de cannabis permeia as comunidades, cidades, estados e o país.

As estimativas do Marijuana Business Factbook usam um multiplicador econômico de 3,5 para quantificar a contribuição geral do setor à economia.

Em outras palavras, para cada US$ 1 de consumidores/pacientes gasto em dispensários e lojas de maconha recreativa, um valor econômico adicional de US$ 2,50 será injetado na economia — grande parte no nível local.

A seguir, exemplos de como as empresas de maconha afetam a economia:

  • Os turistas visitam frequentemente os estados para comprar e consumir cannabis, enquanto os profissionais de negócios de maconha que viajam para reuniões, conferências e pesquisas de mercado injetam dinheiro do turismo em um estado.
  • A criação de locais de cultivo, dispensários / lojas de produtos recreativos e empresas de produtos infundidos estimula as atividades imobiliárias e de construção. Muitos produtores, por exemplo, ocupam um espaço vazio anteriormente ocupado por armazéns, enquanto uma boa parte dos varejistas assumiu e renovou as vitrines em ruínas.
  • As empresas de cannabis pagam coletivamente centenas de milhões de dólares em impostos estaduais e locais, que financiam projetos como estradas e hospitais rurais, bem como programas governamentais, por exemplo, de educação.

Essas informações são particularmente valiosas ao tentar se mostrar os benefícios da legalização, pois podem ajudar os legisladores, reguladores e autoridades públicas a entenderem o quão importante a indústria da cannabis já é para a economia dos EUA em geral — e quanto mais importante se tornará.

Leia também:

Maior que a NBA: receita de maconha nos EUA supera US$ 10 bi em 2019

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em plano fechado de uma flor de maconha, com pistilos em tons de creme e folíolos de coloração arroxeada, próximo ao centro, que variam de cor ao longo do comprimento — os menores, no primeiro plano, têm as pontas amareladas; na parte esquerda da imagem, em desfoque, vê-se um fundo roxo. Foto: THCameraphoto.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!