Empresa canadense de cannabis obtém certificação GMP da Anvisa

Cultivo de cannabis. Foto: Vecteezy | Tinnakorn Jorruang.

Farmacêutica já possui autorização sanitária da Anvisa para comercializar dois de seus produtos de cannabis no Brasil

A MediPharm Labs, farmacêutica canadense especializada no desenvolvimento e fabricação de produtos de cannabis, recebeu a certificação GMP (boas práticas de fabricação) para suas instalações em Ontário (Canadá) da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O certificado GMP da Anvisa significa que a MediPharm agora poderá fornecer concentrados de cannabis de qualidade farmacêutica e produtos derivados aos pacientes brasileiros.

Leia também: Anvisa autoriza a fabricação de mais um produto de cannabis

Em um comunicado à imprensa, a MediPharm disse que a inspeção de certificação GMP da Anvisa é a primeira desse tipo para uma instalação de cannabis construída na América do Norte e rara para uma instalação de GMP global que fabrica produtos botânicos derivados da maconha.

“Esta certificação GMP do Brasil fortalece a posição da MediPharm como uma das empresas de cannabis medicinal com maior foco farmacêutico no mundo”, disse David Pidduck, CEO da MediPharm Labs. “Quer se trate da produção para pesquisa de medicamentos à base de cannabis, de programas médicos internacionais de cannabis ou de futuros medicamentos de cannabis, a MediPharm investiu e executou o desenvolvimento de canais farmacêuticos e médicos globais.”

 

 

 

Além da certificação brasileira, a MediPharm também possui a certificação GMP da Administração de Alimentos e Drogas (FDA) dos EUA, da União Europeia, da Administração de Produtos Terapêuticos (TGA) da Austrália e uma licença de estabelecimento de medicamentos farmacêuticos da Health Canada (agência de saúde pública canadense).

A MediPharm disse que dois de seus produtos de cannabis já possuem autorização sanitária da Anvisa para comercialização no Brasil, de acordo com a resolução (RDC) 327/2019, e que autorizações adicionais de produtos estão atualmente em análise junto à agência reguladora.

Leia mais: Parlamento da Ucrânia aprova legalização da maconha para uso medicinal

De acordo com o comunicado, a MediPharm também celebrou um contrato de fornecimento com uma empresa farmacêutica genérica de primeira linha no Brasil em julho de 2023, o que implicou na solicitação de uma série de autorizações de comercialização de produtos de cannabis à Anvisa.

“O recebimento da certificação GMP é um marco importante e um elemento crítico obrigatório do rigoroso processo de aprovação de produtos farmacêuticos da Anvisa”, afirmou a empresa.

A inspeção presencial de cinco dias realizada pela Anvisa, iniciada em relação às atuais autorizações de produtos de cannabis da MediPharm, foi concluída em dezembro de 2023.

Dito isso, há pouco mais de três anos, a MediPharm anunciou um acordo com a empresa brasileira XLR8 para fornecer uma variedade de formatos de concentrados de cannabis para produtos formulados prontos para o paciente.

A MediPharm também investe em pesquisa clínica e apoia o desenvolvimento de medicamentos farmacêuticos derivados da maconha, fornecendo aos patrocinadores de estudos e pesquisadores derivados de cannabis e serviços e assistência que possam ser necessários.

Leia também:

Laboratório do Exército Português vai produzir medicamentos de maconha

Imagem de capa: Vecteezy | Tinnakorn Jorruang.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!