EUA: eleitores aprovam legalização da maconha em Maryland e Missouri

Fotografia de uma seda com as cores da bandeira dos EUA contendo maconha triturada, junto a uma porção de buds, sobre uma superfície preta.

A cannabis para uso adulto agora será permitida em 21 estados americanos, além de D.C.

Os eleitores em cinco estados dos EUA decidiram nessa terça-feira (8) se aprovam a legalização da maconha para uso adulto.

A mudança de política foi aprovada em Maryland e Missouri, mas foi rejeitada em Arkansas, Dakota do Norte e Dakota do Sul.

Isso significa que agora 21 estados americanos e o Distrito de Colúmbia aprovam o uso social de cannabis, enquanto outros 16 estados permitem apenas o uso medicinal.

Leia também: Rhode Island (EUA) avança plano para abrir locais de consumo de drogas

Em Maryland, a iniciativa eleitoral aprovou uma emenda constitucional que legaliza o uso adulto de maconha para pessoas com 21 anos ou mais, permitindo a compra e posse de 1,5 onça (42,5 gramas) de cannabis e o cultivo de até duas plantas para uso pessoal. A emenda também desencadeia uma legislação que eliminará as condenações anteriores por delitos relacionados à planta.

“Os legisladores estaduais tiveram muitos anos para se preparar para este momento”, disse Paul Armentano, vice-diretor da NORML. “Pesquisas em todo o estado mostraram consistentemente que uma supermaioria de marilandeses apoia a legalização da cannabis, e o resultado deste referendo nunca esteve em dúvida. Agora cabe aos legisladores agir rapidamente para adotar regras para supervisionar um mercado regulamentado de cannabis de acordo com as demandas dos eleitores.”

Um relatório discutido pelos legisladores de Maryland na semana passada mostra que, apesar de a indústria da maconha nos EUA estar projetada para atingir US$ 72 bilhões por ano até 2030, o mercado estadunidense de cannabis carece de empresas de propriedade de negros e possui várias barreiras à participação minoritária.

Leia mais: Estudo revela as melhores e piores cidades dos EUA para férias de maconha

Os eleitores do Missouri aprovaram uma medida que também legaliza a maconha de uso adulto para maiores de 21 anos. Ela permitirá a posse de até três onças (85 g) e que indivíduos com certos delitos não violentos relacionados à cannabis solicitem a libertação da prisão ou liberdade condicional e tenham seus registros apagados. Também prevê que os residentes possam cultivar maconha em casa, com um limite de seis plantas maduras, seis plantas imaturas e seis clones.

“Os missourianos demonstraram claramente que o apoio ao fim da proibição não é relegado às costas ou estados azuis, mas que é uma posição de senso comum que ressoa com todos os americanos”, afirmou o diretor executivo da NORML, Erik Altieri. “Com a aprovação da Emenda 3, os eleitores do Missouri rejeitaram as ideias fracassadas do passado e optaram por traçar um novo caminho orientado para a justiça e políticas públicas sólidas.”

As campanhas de legalização da cannabis para uso adulto arrecadaram cerca de US$ 23 milhões (R$ 116 milhões) nos cinco estados onde os eleitores decidiram sobre a mudança de política nessa terça-feira, segundo uma análise dos relatórios financeiros pela Associated Press.

O financiamento veio em sua maior parte de entidades ligadas à indústria de cannabis existente, principalmente no Arkansas e no Missouri onde mais de 85% das contribuições vieram de empresas detentoras de licenças de maconha medicinal.

Uma pesquisa da Morning Consult/Politico divulgada em outubro descobriu que 60% dos eleitores estadunidenses acreditam que a maconha deveria ser legalizada federalmente.

Leia também:

Sean “Diddy” Combs cria a maior empresa de maconha de propriedade de negros do mundo

#PraTodosVerem: fotografia de um papel de seda com as cores da bandeira dos EUA contendo maconha triturada, junto a uma porção de buds, sobre uma superfície preta.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!