Doutora responde: em que casos as flores ricas em CBD são indicadas?

Fotografia mostra uma porção de buds de maconha secos, em tons de verde e marrom, sobre uma superfície branca porosa. Imagem: Unsplash | Ndispensable.

Em sua coluna semanal, a Dra. Amanda Medeiros responde às principais dúvidas de leitores da Smoke Buddies sobre cannabis e saúde

O que fazer em caso acidental de ingestão de maconha por crianças? Em que casos as flores ricas em CBD são indicadas? Como a cannabis pode ajudar mulheres na menopausa? Confira, a seguir, as respostas da doutora Amanda Medeiros, médica prescritora com certificação internacional em medicina canabinoide e experiência prática em clínica geral integrativa.

Leia também: Como a cannabis pode auxiliar em crises de TPM?

O que fazer em caso acidental de ingestão de maconha por crianças?

Depende da quantidade ingerida, mas, em todo caso, o correto é levar a criança ao hospital para verificar se ela vai precisar de soro, de lavagem gástrica ou lavagem com carvão ativado, e também para avaliar se houve algum dano neurológico. Também é importante que o responsável conte a verdade à equipe médica, que poderá proceder com o atendimento da melhor maneira. E o principal: evitar esse tipo de acidente, tendo sempre o cuidado de deixar o produto longe do alcance de crianças e animais domésticos.

Em que casos as flores ricas em CBD são indicadas?

As flores de CBD são indicadas para crises de ansiedade, de pânico, e para patologias que precisem de uma maneira rápida de ação. Isso por que, quando vaporizada, a cannabis entra em contato com os brônquios em poucos segundos, garantindo rapidez na absorção do canabidiol e ação do composto no organismo — principalmente em casos psiquiátricos, como ataque de pânico, crise de choro e sudorese excessiva.

Como a cannabis pode ajudar mulheres na menopausa?

Na menopausa, as mulheres podem sofrer com a desregulação do sistema endocanabinoide, porque a produção de endocanabinoides ocorre em menor proporção nessa fase. Dessa forma, o CBD atua regulando o sistema, diminuindo os fogachos, ou seja, a sensação de calor, além de melhorar o sono, diminuir a ansiedade e regular neurotransmissores importantes para o bem-estar das pacientes, como dopamina e serotonina. O THC, por sua vez, pode tirar a dor, o desconforto, e trazer relaxamento muscular.

Leia também:

Doutora responde: como a cannabis medicinal atua na endometriose?

#PraTodosVerem: fotografia mostra uma porção de buds de maconha secos, em tons de verde e marrom, sobre uma superfície branca porosa. Imagem: Unsplash | Ndispensable.

mm

Sobre Dra Amanda Medeiros Dias

Médica, pós graduada em pediatria e nutrologia pediátrica, cursando psiquiatria infantil pelo CBI of Miami e com certificação internacional em medicina endocanabinoide pela Green Flower, na Califórnia (EUA). Tem experiência na prática em clínica geral integrativa com crianças e adultos, com visão holística, olhando o paciente como um todo. Além de prescritora, é paciente de cannabis medicinal desde 2018. Diretora técnica no Instituto Coração Valente, médica da Clínica Gravital e voluntária em projetos da UNA (Unidos pela Amazônia). CRM - 39.234 PR
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!