Bloco da RD: dez dicas para reduzir danos no Carnaval

Carnaval da Maconha: Veja a lista dos blocos canábicos para você curtir a folia pelo Brasil - Smoke Buddies

Já parou para pensar em como você pode curtir a folia de Carnaval sem deixar de lado o autocuidado? A gente te ajuda

O Carnaval é motivo de expectativa para muita gente, que planeja com antecedência os detalhes para a folia — seja na rua, nos blocos ou nos sambódromos. E, enquanto as fantasias, os adereços e o itinerário ocupam a mente de quem curte o Carnaval, algumas estratégias de Redução de Danos, que contribuem para tornar a farra mais segura e agradável, devem fazer parte desta preparação. Confira, a seguir, dez dicas de RD para você colocar em prática neste feriado.

Antes de cair na folia…

1 – Prepare seu corpo para a curtição: descanse, hidrate-se e forre o estômago com alimentos leves.

2 – Na hora de montar o look, dê preferência para roupas frescas e confortáveis — assim como sapatos fechados, que ajudam a evitar cortes e torções ao pular e dançar.

3 – Faça um checklist dos itens que não podem faltar na sua bolsa: protetor solar e labial, água, cópia de documento autenticada, camisinha, lenço de papel, óculos escuros, seda, piteira longa e dinheiro são alguns exemplos.

4 – Planeje seu trajeto com antecedência, e, se for fazer a cabeça de alguma forma, nem pense em dirigir!

Uma vez na muvuca…

5 – Tenha em mente que certas misturas de substâncias podem ser perigosas! Na dúvida, confira a seguir a tabela de interações preparada pela Escola Livre de Redução de Danos:

6 – Equilíbrio é tudo! Intercale a ingestão de bebidas alcoólicas com água e, se perceber que está mais pra lá do que pra cá, procure um lugar tranquilo e fresco para se recompor antes de seguir o baile.

7 – Prefira curtir o Carnaval com pessoas queridas, que possam te ajudar caso precise, e marque pontos de encontro no local da festa.

8 – Não aceite bebidas de estranhos e tome cuidado redobrado se quiser experimentar alguma substância com a qual não tem intimidade. Menos é mais!

9 – Atenção ao ambiente e às pessoas ao seu redor. Se perceber alguma situação hostil, consigo ou com outros, não hesite em buscar ajuda.

E não se esqueça…

10 – Não é Não! A frase que vale para o assédio vale também em outros contextos — não pressione quem não quiser bolar mais um ou quem não tiver uma latinha na mão. Respeitar os limites do outro (assim como os do seu próprio corpo) é mais fácil do que parece.

Leia também:

Redução de Danos: o que é e como funciona?

Fotografia de capa: Mídia Ninja | MM Praia Vermelha RJ 2015.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!