Connecticut (EUA) lança campanha educacional para promover o consumo responsável de maconha

Fotografia mostra parte do corpo de uma pessoa e sua mão, que segura um pipe verde em formato espiral contendo maconha triturada. Imagem: Alexander Grey | Unsplash.

Campanha de educação pública abrange informações sobre armazenamento e descarte seguros e o que fazer no caso de ingestão acidental de cannabis

O governador de Connecticut (EUA), Ned Lamont, anunciou na semana passada o lançamento de uma campanha educacional para promover o consumo responsável de maconha.

A campanha contém materiais com informações sobre como armazenar e descartar cannabis de forma segura e o que fazer no caso de alguém, como uma criança ou animal de estimação, ingerir maconha acidentalmente.

Leia também: Nova York lança campanha de educação pública sobre maconha

“Proteger a saúde e a segurança pública inclui fornecer às pessoas as ferramentas e o conhecimento para tomar decisões informadas para manter suas famílias seguras”, disse Lamont à imprensa. “Estamos trabalhando para educar o público sobre as medidas que eles podem tomar para proteger a si mesmos e suas famílias da ingestão acidental e do consumo excessivo. Incentivamos os adultos que optam por usar esses produtos a fazê-lo com responsabilidade.”

O Departamento de Proteção ao Consumidor de Connecticut criou os recursos em colaboração com o Departamento de Saúde Pública e o Departamento de Serviços de Saúde Mental e Dependência para serem usados por empresas, instalações médicas, organizações comunitárias de saúde e outros que gostariam de ajudar a promover práticas seguras e responsáveis de cannabis em suas comunidades, segundo um comunicado oficial do gabinete do governador.

“Enquanto trabalhamos para o lançamento deste novo mercado, sentimos que era importante começar a educar o público sobre as medidas de saúde e segurança que eles podem tomar para usar, armazenar e descartar produtos de cannabis com responsabilidade”, disse a comissária do Departamento de Proteção ao Consumidor, Michelle Seagull, que planeja adicionar mais conteúdo à campanha que aborde outros tópicos de saúde e segurança, incluindo uso responsável de maconha, onde o consumo é permitido e como ler e entender os rótulos dos produtos.

Leia mais: Comitê Judiciário da Câmara dos EUA aprova projetos para selar condenações por maconha

De acordo com o comunicado, o Departamento de Serviços de Saúde Mental e Dependência lançará uma campanha multimídia nos próximos meses para educar o público sobre as leis de cannabis de Connecticut. Essa campanha fornecerá informações sobre os possíveis impactos da cannabis por meio da televisão, rádio, mídia social e mídia impressa e complementará os materiais da campanha educacional.

“A saúde e a segurança das pessoas no estado de Connecticut são nossa principal prioridade”, disse Manisha Juthani, comissária do Departamento de Saúde Pública. “Com o início desta nova campanha educativa, quem usa cannabis poderá ser devidamente informado e poderá tomar as melhores decisões para a sua saúde e bem-estar, sem a preocupação de se colocar inadvertidamente em risco.”

O uso adulto de maconha foi legalizado em Connecticut em julho do ano passado. A lei permite a posse de até 1,5 onça (42,5 gramas) de cannabis por adultos com 21 anos ou mais, que podem ter até cinco onças (141,7 g) de maconha em suas casas ou no porta-malas ou porta-luvas do carro.

A legislação prevê que as vendas no varejo de maconha para uso adulto comecem até o final deste ano. A venda, fabricação e cultivo de cannabis para fins comerciais requerem uma licença do estado — indivíduos não licenciados podem oferecer cannabis para outras pessoas, mas não podem vendê-la.

Dito isso, a lei descriminalizou o cultivo caseiro de até seis plantas de maconha para uso pessoal, resultando apenas em infrações, o que poderá ser feito de forma legal a partir de 1º de julho de 2023.

Leia também:

Nova York aprova novos regulamentos para cultivo caseiro de maconha

#PraTodosVerem: fotografia mostra parte do corpo de uma pessoa e sua mão, que segura um pipe verde em formato espiral contendo maconha triturada. Imagem: Alexander Grey | Unsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!