Cobertura 5º Simpósio Internacional Maconha Outros Saberes

Acompanhamos alguns debates do 5º Simpósio Internacional Maconha Outros Saberes que aconteceu em São Paulo. Em 2014, o evento foi um dos responsáveis por abrir as portas ao acesso medicinal da maconha no Brasil.

Outros Saberes

Dando início à 5ª edição do Simpósio Internacional Maconha Outros Saberes, de uma série que iniciou-se em 1995, o professor Elisaldo Carlini, em seu discurso de abertura, deu as boas vindas aos participantes e destacou o motivo da escolha do título e da imagem oficial deste simpósio (um negro segurando um ramo de cannabis).

Carlini explicou que a imagem é uma crítica ao desprezo da população com o estudo social, cultural e não acadêmico da maconha. Outros saberes são necessários, além do conhecimento médico.”  

Carlini também criticou a academia médica que ainda trata os estudos científicos da cannabis como um setor marginalizado e acredita que o 5º simpósio vem para abolir mitos e debater sobre a educação do uso recreativo da maconha.

Professor Elisaldo Carlini durante um dos debates do simpósio. Carlini fez parte do primeiro grupo brasileiro a estudar cannabis no país (Foto: Mateus Lima).

 

Foto retirada de rede social.

O primeiro dia do evento também contou com a apresentação de alguns trabalhos relacionados com a cannabis. Foram apresentados os livros “O fumo de Angola”, de Edward MacRae, e “Dichavando o poder”, do coletivo DAR (Desentorpecendo a razão) – trabalhos que abordam aspectos culturais e sociais da cannabis. Um dos organizadores e membro do grupo Maconhabrás, Rafael Zanatto, falou sobre a nova edição do jornal Cannabica e também sobre o 6º boletim do Maconhabrás. Eitan Rosenthal, fundador da editora 50:20, apresentou a pesquisa online denominada Cannabisfera, que pretende levantar dados sobre a relação entre as tecnologias digitais e a maconha recreativa – Em breve todo o resultado da pesquisa aqui no Smoke Buddies.

Clique aqui e saiba como foi a mesa de debate com os diretores Tarso Araújo, do doc Ilegal, Fernando Grostein, do Quebrando o Tabu, e Rodrigo Mac Niven, do Cortina de fumaça.

Acompanhamos a mesa mediada pelo apresentador Cazé Peçanha, clique e entenda como a mídia tradicional realiza a cobertura quando o tema é maconha e outras drogas.

Foto de capa: Mateus Lima

Plante Informação!

 

 

Sobre Leo Sativa

Produtor de conteúdo cannábico e fumador da @DjascoLibre - sativaleo@gmail.com
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!