Os produtos de cannabis serão registrados como medicamentos?

Fotografia mostra um conta-gotas preto contendo óleo e as pontas dos dedos que o seguram, no canto superior direito da imagem, e as folhas de um cultivo de maconha, ao fundo. Imagem: Freepik | biancoblue.

Com o prazo de cinco anos de autorizações sanitárias chegando ao fim, a Anvisa busca meios de não deixar o paciente na mão

No final de 2019, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma resolução que permitiu a venda de produtos de cannabis nas farmácias. Contudo, a empresa teria um prazo de cinco anos para apresentar pesquisas comprovando a eficácia.

A RDC (Resolução da Diretoria Colegiada) 327 permitiu que os produtos recebessem uma espécie de “autorização provisória”, até que os estudos científicos fossem apresentados e os óleos pudessem receber o registro de medicamento.

Até o momento, cerca de 15 empresas já se beneficiaram da medida, o que rendeu um ganho de R$ 150 milhões só em 2023, de acordo com um levantamento da BRCann (Associação Brasileira da Indústria de Canabinoides).

Dados da vida real

Por outro lado, com o prazo das autorizações sanitárias chegando ao fim, algumas empresas sustentam que não tiveram condições de realizar as pesquisas necessárias em virtude da pandemia.

Situação que poderia tirar as marcas do mercado e deixar muitos pacientes na mão.

Por isso, segundo a diretora da Anvisa, Meiruze Freitas, que participou do evento Diálogos e Saúde do portal JOTA, uma das possibilidades nestes casos seria aplicar o instrumento de Dados da Vida Real, o que poderia evitar o cenário.

Trata-se de estudos em pacientes regulares que servem como evidência complementar às pesquisas clínicas necessárias para a aprovação de um medicamento.

Além do mais, a resolução 327 está em fase final de Análise de Impacto Regulatório e pode trazer algumas atualizações. A expectativa das empresas é que uma das mudanças seja a prorrogação do prazo para a apresentação dos estudos.

Leia também:

Paciente com fibromialgia abandona remédios depois da cannabis: “não precisava mais”

Imagem de capa: Freepik / Frolopiaton Palm.

mm

Sobre Cannalize

A Cannalize é um portal segmentado com o foco em trazer educação ao público, tanto sobre a cannabis medicinal quanto o uso adulto. O objetivo é responder todas as dúvidas sobre o universo canábico, desmistificar mitos e informar de forma embasada em e ancorada em especialistas e pesquisas científicas.
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!