Faculdade de Direito da USP lança grupo de estudos antiproibicionistas

Foto mostra a inflorescência apical de uma planta de maconha em tons de verde e laranja e repleta de tricomas, e outras plantas de cannabis, que aparecem ao fundo, fora de foco. Imagem: Brent Barnett | Pixabay.

Poderão participar tanto alunos da USP quanto pessoas de fora da universidade, sejam elas estudantes, pesquisadores, ativistas ou interessados no tema

O Observatório Antiproibicionista, centro de mobilização e de pesquisa no combate à política de guerra às drogas vinculado à Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), abriu inscrições para o primeiro ciclo de atividades do Grupo de Estudos Antiproibicionistas (GEA).

Trata-se de um espaço de formação e de debates voltado a estudantes de graduação, pesquisadores, ativistas, entusiastas e demais interessados nas temáticas relacionadas à política de drogas na sociedade contemporânea a partir de uma perspectiva antiproibicionista.

Sob a coordenação de alunos e com supervisão do professor Mauricio Stegemann Dieter, do Departamento de Direito Penal, Medicina Forense e Criminologia da Faculdade de Direito da USP, a iniciativa tem como objetivo introduzir seus membros para a compreensão dos principais elementos da relação da humanidade com substâncias lícitas e ilícitas.

Como irá funcionar

Ao longo de três meses, os membros do grupo de estudos terão nove encontros, revezando entre reuniões presenciais e online, com cada encontro discutindo um aspecto específico da temática de drogas, como, por exemplo, a história do proibicionismo, a revolução psicodélica e a relação do direito penal com a guerra às drogas.

Leia também: Calendário das Marchas da Maconha no Brasil em 2024

Para alunos da USP, a participação nas atividades propostas poderá conceder até 6 créditos-aula. Membros da comunidade externa da USP também podem participar do grupo de estudos.

As inscrições vão até o dia 19 de março, com o primeiro encontro ocorrendo no dia 25 do mesmo mês.

Edital e formulário de inscrição para alunos da USP

Edital e formulário para membros externos

Leia também:

Acaflor: mais de cinquenta pacientes obtêm HC para cultivo de cannabis na Paraíba

Fotografia de capa: Brent Barnett | Pixabay.

mm

Sobre Cannalize

A Cannalize é um portal segmentado com o foco em trazer educação ao público, tanto sobre a cannabis medicinal quanto o uso adulto. O objetivo é responder todas as dúvidas sobre o universo canábico, desmistificar mitos e informar de forma embasada em e ancorada em especialistas e pesquisas científicas.
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!