Cannabis pode provocar efeitos psicodélicos, aponta estudo

Fotografia de uma inflorescência de cannabis em forma de escaleno sobre uma superfície de cor creme que se mistura ao fundo. Imagem: Unsplash | Tash Guimond.

Os pesquisadores recomendam que sejam realizadas pesquisas sobre os efeitos de altas doses de THC no contexto utilizado em estudos de drogas psicodélicas

A cannabis com alto teor de THC pode ser capaz de provocar efeitos psicodélicos, segundo uma revisão da literatura científica publicada recentemente no Journal of Psychopharmacology.

Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins buscaram por evidências sobre os efeitos psicodélicos da maconha partindo do pressuposto que isso poderia ser útil para “avaliar potenciais indicações terapêuticas e elucidar o mecanismo de ação tanto da cannabis como dos psicodélicos”.

Leia também: Como as drogas psicodélicas funcionam em nosso cérebro?

“A cannabis e os psicodélicos clássicos são substâncias controladas com evidências emergentes de eficácia no tratamento de uma variedade de doenças psiquiátricas”, escreveram os autores, assinalando que, embora a maconha não seja amplamente considerada psicodélica, existem muitos exemplos de uso histórico de cannabis junto com psicodélicos “para atingir estados alterados de consciência”.

A revisão, segundo a equipe, agrega e avalia a literatura sobre a capacidade da maconha de produzir mudanças perceptivas e experiências místicas mais tipicamente associadas a psicodélicos, como a psilocibina e o LSD.

“As evidências disponíveis sugerem que a cannabis com alto teor de THC pode ser capaz de provocar efeitos psicodélicos, mas que esses efeitos podem não ter sido observados em recentes estudos de pesquisa controlados devido às doses e configurações comumente usadas”, afirma o estudo.

Os pesquisadores apontam para a necessidade de pesquisas que investiguem os efeitos de altas doses de THC no contexto utilizado em estudos de psicodélicos destinados a ocasionar experiências psicodélicas/terapêuticas. “Se a cannabis puder gerar experiências psicodélicas de forma confiável sob essas condições, os tratamentos com cannabis em altas doses de THC devem ser explorados como potenciais tratamentos adjuvantes para transtornos psiquiátricos”, escreveram.

Leia mais: Drogas psicodélicas podem diminuir o medo da morte, revela estudo

O que é um efeito psicodélico?

Não existe uma definição universal estabelecida para o que seja uma substância psicodélica.

Existem várias definições de psicodélico, os cientistas classificam uma droga como psicodélica se ela se ligar a receptores de serotonina 5-HT2A. Com base nessa definição, a maconha não é psicodélica, embora um estudo com ratos tenha observado uma interação do THC com os receptores em questão, após exposição prolongada ao canabinoide.

De forma geral, entende-se por droga psicodélica a substância que provoca mudanças em nas percepções da realidade, incluindo experiências místicas e expansão da consciência. Os efeitos comumente relatados por quem consome cannabis, no entanto, não incluem as alterações na percepção esperadas por quem usa substâncias como cogumelos mágicos.

Um estudo conduzido por pesquisadores do Centro de Pesquisa Psicodélica do Imperial College London, contudo, descobriu que o uso simultâneo de maconha e psicodélicos foi associado a uma experiência psicodélica mais intensa. O consumo concomitante de cannabis foi associado de forma dose-dependente a pontuações mais altas de experiências do tipo mística, dissolução do ego e alterações visuais.

Leia também:

“Efeito entourage” da maconha é o responsável pela experiência psicoativa, sugere estudo

Imagem de capa: Unsplash | Tash Guimond.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!