União Europeia restaura 0,3% de THC como nível máximo para o cânhamo

Foto mostra parte de uma plantação de cânhamo e do corpo de uma pessoa, que toca o ramo de uma das plantas com as mãos abertas. Crédito: aleksandarlittlewolf | Freepik.

A Associação Europeia de Cânhamo Industrial restaurou de 0,2% para 0,3% o nível máximo de THC para cultivos na Europa

A União Europeia mudou sua política agrícola para restaurar os níveis máximos de THC, de 0,2% a 0,3%, para o cânhamo cultivado, agora alinhada com os Estados Unidos. O Parlamento Europeu havia reduzido o nível em outubro de 2020.

Associação Europeia de Cânhamo Industrial (EIHA, na sigla em inglês) disse que a mudança, que entra em vigor em 1º de janeiro de 2023, “implica um aumento potencial do número de variedades aceitas no catálogo da UE”.

“Como um lembrete, este nível só se aplica se os agricultores quiserem receber pagamentos diretos”, observou a EIHA, “o que significa que na Europa é possível plantar cânhamo com nível de THC no campo acima de 0,3%, desde que seja autorizado pelos regulamentos nacionais (por exemplo, 0,6% na Itália, 1% na República Tcheca).”

Leia também: Lituânia libera comércio de inflorescências de cânhamo

 

 

Daniel Kruse, presidente da EIHA, disse que “luta por este momento há mais de uma década”, mas acrescentou que o limite de 0,3% “ainda é um limite baixo”.

“Estudos científicos e muitos anos de experiência comprovam que limites mais altos não representam nenhum risco de segurança para os consumidores. A União Europeia estabelece as bases para um setor industrial crescente, verde e sustentável e tem a chance de alcançar novamente igualdade de condições na concorrência global quando se trata do setor do cânhamo industrial”, afirma Kruse.

Lorenza Romanese, diretora-gerente da EIHA, disse que “o pequeno passo reflete que os legisladores da UE estão mais perto de reconhecer plenamente a existência de um setor europeu legítimo. Precisamos continuar trabalhando juntos, pois ainda existem outras áreas onde o cânhamo merece ser melhor regulamentado, mas estamos no caminho certo”.

Leia mais: 

As perspectivas para a fibra de cânhamo nos EUA

#PraTodosVerem: foto mostra parte de uma plantação de cânhamo e do corpo de uma pessoa, que toca o ramo de uma das plantas com as mãos abertas. Crédito: aleksandarlittlewolf | Freepik.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!