Canabidiol reduz pela metade os sintomas de ansiedade resistente ao tratamento em jovens

Fotografia mostra a ponta de um conta-gotas contendo óleo e a parte de cima de um frasco cor âmbar, além de uma planta de cannabis em período vegetativo, ao fundo. Imagem: jetacomputer / Freepik.

A substância encontrada na maconha pode reduzir pela metade a gravidade dos sintomas da ansiedade refratária em jovens, revelou um novo estudo no Journal of Clinical Psychiatry

O estudo liderado pela Orygen, uma organização australiana de saúde mental para jovens, descobriu que, após 12 semanas de tratamento com canabidiol (CBD), a gravidade e o comprometimento da ansiedade foram reduzidos em 42,6% em média em jovens com ansiedade refratária.

“Os jovens tiveram menos ataques de pânico e puderam fazer coisas que antes não podiam fazer, como sair de casa, ir à escola, participar de situações sociais, comer em restaurantes, usar transporte público ou comparecer a consultas por conta própria”, disse o professor Paul Amminger, principal autor do estudo, em um comunicado à imprensa. “Essa é uma mudança incrível no grupo com ansiedade severa a muito severa resistente ao tratamento e de longa data.”

Leia também: Doutora responde: a cannabis auxilia ou prejudica um quadro de ansiedade?

As descobertas são de grande importância para a população jovem, que é desproporcionalmente afetada pela ansiedade. Os dados do Australian Bureau of Statistics (agência nacional de estatística da Austrália) sugerem que a ansiedade é a forma mais comum de doença mental entre os jovens, afetando 31,5% das pessoas de 16 a 24 anos — quase o dobro da taxa da população em geral.

“Estamos vendo cada vez mais jovens experimentando ansiedade — é a forma de doença mental que mais cresce em jovens, e precisamos urgentemente de inovação no tratamento. O canabidiol é uma opção de tratamento promissora que parece segura e eficaz”, comentou o professor Patrick McGorry, coinvestigador do estudo e diretor executivo da Orygen.

 

 

 

Os pesquisadores da Orygen têm explorado o canabidiol como um tratamento para a ansiedade depois de descobrir que era eficaz no alívio da ansiedade em adultos.

Leia mais: Produtos de CBD sem receita melhoram sono, ansiedade e dor, segundo estudo

A agência reguladora australiana (Therapeutic Goods Administration) aprovou o canabidiol para tratar crianças com formas raras de epilepsia e para ensaios clínicos em crianças com síndrome de Tourette, síndrome do X frágil, transtorno do espectro autista e deficiência intelectual.

“É importante enfatizar que o canabidiol não induz efeitos colaterais significativos ou leva ao surgimento de quaisquer manifestações neurológicas ou psiquiátricas. O canabidiol não é intoxicante e não contém tetraidrocanabinol (THC), portanto não causa alterações no pensamento e na percepção, não o deixa ‘chapado’ e não é viciante”, explicou Amminger, ressaltando que o canabidiol tem sido usado para tratar comportamentos de vício em outros ensaios de pesquisa.

A pesquisa envolveu 31 participantes com idades entre 12 e 25 anos recrutados nos serviços de atenção primária da Orygen que tinham um transtorno de ansiedade diagnosticado e não mostraram uma melhora significativa nos sintomas após pelo menos cinco sessões de terapia cognitivo-comportamental (TCC).

Os participantes receberam uma dose inicial de 200 mg por dia de canabidiol, aumentando para 400 mg após uma semana. Indivíduos que não experimentaram uma melhora significativa aumentaram a dose até chegar a 800 mg diariamente — todos os participantes receberam TCC quinzenal por 12 semanas.

Leia também: TJSP autoriza paciente com ansiedade generalizada a plantar maconha em casa

Um questionário sobre sintomas como ataques de pânico, ansiedades situacionais, preocupações e flashbacks foi preenchido pelos participantes do estudo. Os resultados mostraram que os sintomas de ansiedade resistentes ao tratamento foram reduzidos em duas escalas diferentes: 50,7% na escala de avaliação clínica e 42,6% em uma escala de autoavaliação.

“Nosso estudo piloto descobriu que o canabidiol não apenas ajudou a reduzir os sintomas de ansiedade, mas também foi muito bem tolerado — os efeitos colaterais mais comuns foram sedação leve e fadiga leve, mas isso foi no momento em que as doses foram aumentadas e geralmente ia embora depois de alguns dias”, disse o professor Amminger, líder do estudo. “Não vimos efeitos colaterais como pensamentos suicidas, irritabilidade ou problemas de sono, que não são incomuns em pessoas que tomam ISRSs (inibidores seletivos da recaptação da serotonina).”

Apesar dos resultados serem promissores, os pesquisadores dizem que são necessários mais estudos.

“Um estudo piloto aberto é limitado por seu design. Ver um efeito do tratamento no grupo resistente ao tratamento é encorajador, mas ainda pode ser um efeito placebo”, disse Amminger. “O próximo passo é um estudo controlado randomizado, o padrão ouro para testar uma nova intervenção. Esse teste precisa ser feito em um grupo muito maior — cerca de 200 a 250 jovens — para nos permitir dizer com alguma certeza se há ou não benefícios e efeitos reais do tratamento.”

Um estudo separado, publicado em abril deste ano na BMC Psychiatry, descobriu que indivíduos com depressão, ansiedade ou ambas as condições que usam cannabis para insônia relatam melhorias significativas na gravidade dos sintomas após o uso da planta.

Os resultados revelaram que a maconha pareceu ajudar significativamente os participantes no grupo de depressão com menos de 45 anos. Enquanto para os participantes na condição de ansiedade o uso de maconha pareceu ajudar os sintomas em todas as idades.

Saiba mais:

Mais mulheres relatam o uso de maconha para aliviar sintomas da menopausa

#PraTodosVerem: fotografia mostra a ponta de um conta-gotas contendo óleo e a parte de cima de um frasco cor âmbar, além de uma planta de cannabis em período vegetativo, ao fundo. Imagem: jetacomputer / Freepik.

mm

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. http://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!