Califórnia distribui US$ 10 milhões para pessoas impactadas pela criminalização da maconha

Fotografia em plano fechado e vista superior que mostra uma linda inflorescência de maconha verdinha e, sobre a mesma, um louva-a-deus; ao fundo, fora de foco, pode-se ver mais pés de cannabis que são cultivados em uma estufa.

As qualificações para o financiamento variam desde minorias, incluindo mulheres e indivíduos LGBTQ, até aquelas que foram vítimas de agressão sexual ou tráfico de pessoas. As informações são do Times-Standard

O condado de Humboldt é um dos principais beneficiários do financiamento de ações de maconha do estado da Califórnia, que distribuiu US$ 10 milhões entre 10 municípios na quarta-feira. A parte do condado de Humboldt é superior a US$ 1,3 milhão.

O diretor de desenvolvimento econômico do condado de Humboldt, que supervisiona a implementação do Projeto Trellis, ficou entusiasmado com o financiamento concedido a Humboldt pelo Bureau of Cannabis Control (agência do estado responsável pelas licenças de maconha).

“Sim, nós conseguimos o financiamento!”, disse Scott Adair em um e-mail ao Times-Standard, seguindo com um “Woot woot!”.

O financiamento será concedido a indivíduos através do programa de equidade do Projeto Trellis, que visa ajudar aqueles que foram impactados pela criminalização da indústria da cannabis e pela guerra às drogas.

“Pode ser para alguém que não é proprietário de uma empresa, mas que trabalha no setor”, disse Adair. “Você não precisa ser o proprietário da empresa. Você poderia ser um trabalhador ou alguém da indústria”.

As qualificações para o financiamento de ações variam desde minorias, incluindo mulheres e indivíduos LGBTQ, até aquelas que foram vítimas de agressão sexual ou tráfico de pessoas como resultado do envolvimento no setor. Pode-se qualificar por ter sido desabrigado como resultado da aplicação da lei contra a cannabis ou poderia ir para alguém que pretende buscar uma permissão de cultivo.

“O estado não o chamou de programa de reparações”, disse Adair. “Mas certamente é um reconhecimento do que a guerra às drogas fez à indústria”.

Ele disse que os impactos significativos da criminalização da cannabis no condado de Humboldt desempenharam um papel no tamanho do financiamento alocado ao município. Os prêmios variam de US$ 100.000 para a cidade de Palm Springs a US$ 1,8 milhão para a cidade de Los Angeles.

“A questão da criminalização da cannabis e da guerra às drogas está em andamento em nosso município há décadas”, disse Adair. “Fomos impactados de uma maneira completamente diferente de como foi impactado o ambiente urbano dos centros das cidades… Parecia radicalmente diferente. Não havia soldados armados repelindo helicópteros pelas ruas dos centros das cidades. Mas foi o que ocorreu aqui em Humboldt“.

Adair disse que não está claro quando os indivíduos poderão solicitar o financiamento, porque é necessário tomar decisões sobre como o financiamento será distribuído.

Mas ele disse que o município está abrindo pedidos de subsídios de negócios por meio do Projeto Trellis, que são separados do programa de ações. As microssubvenções destinam-se às empresas “para ajudar as empresas de cannabis enquanto trabalham para superar os desafios financeiros e logísticos de garantir a conformidade”.

Tradução: Joel Rodrigues | Smoke Buddies.

Leia também:

Baseado em fatos raciais: doc. da Netflix aborda legalização da maconha e reparação racial

#PraCegoVer: fotografia (em destaque) em plano fechado e vista superior que mostra uma linda inflorescência de maconha verdinha e, sobre a mesma, um louva-a-deus; ao fundo, fora de foco, pode-se ver mais pés de cannabis que são cultivados em uma estufa. Foto: Freddy Brewster.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!